quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Fim de ano inseguro no país


Nesta quarta-feira, o presidente Luis Inácio da Silva teve a infeliz idéia de mandar para casa 160 mil presos em todo o país, para passarem o natal e o ano novo com sua "família".

De acordo com decreto assinado pelo presidente nesta terça-feira, os presos terão até sexta-feira (26) para retornarem as penitenciarias. O indulto natalino também privilegia os presos no ano novo, que também sairão na próxima quarta-feira (31) [isto é, se voltarem] e retornarão no dia 02 de janeiro.

Este indulto privilegia os detentos que cumprem requisitos como ter bom comportamento, estar preso há um determinado tempo, ser paraplégico, tetraplégico, portador de cegueira completa, ser mãe com filhos menores de 14 anos e ter cumprido pelo menos dois quintos da pena em regime fechado ou semi-aberto.

Em São Luís, dois presidiários beneficiados com esta saída temporária voltaram à ativa em menos de 24hrs depois de terem saído da penitenciaria. Um baleou o dono da auto-escola Abdon, no São Francisco em uma tentativa de latrocínio, o outro egresso, foi preso enquanto tentava assaltar uma residência no bairro Madre Deus.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Cidadã, pelo menos 300 presos do sistema carcerário do Maranhão, teriam sido beneficiados para passar o fim de ano em "casa".

OBS: A greve da policia civil está marcada para o dia 06 de janeiro.

1 opiniões:

andre disse...

acho que voce nao entende como nosso sistema prisional é benevolente. amigo: tudo é grana. ganha indulto quem paga...cai a ficha...so vai em cana que nao paga o preço do sistema. tudo é uma farsa. tudo e todos tem seu preço. nao esquenta e nem gasta neuronios com isso. bom feriado