domingo, 23 de novembro de 2008

“Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania”

Criada em 2002 a campanha “Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania” tem como espírito, ser um instrumento que promova o respeito aos princípios éticos e os direitos humanos na televisão brasileira.

A campanha é uma iniciativa da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, em parceria com entidades da sociedade civil, destinada a promover o respeito aos direitos humanos e à dignidade do cidadão nos programas de televisão.


Acima estão os campeões de denúncias do site.

A campanha se constitui nas seguintes instâncias:

Fórum de organizações parceiras - Espaço de coordenação política da campanha, avalia suas ações, planeja estratégias e elege o Conselho de Acompanhamento da Programação e a Secretaria Executiva, em reuniões bimensais abertas a todas as 57 organizações parceiras.

Secretaria Executiva - Composta pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados e mais cinco organizações parceiras, coordena as tarefas administrativas da campanha e distribui os esforços entre as entidades parceiras. A secretaria também administra o sítio e a rede da campanha. Atualmente, a Secretaria Executiva é composta pelas seguintes entidades: Conselho Federal de Psicologia (CFP), o Fórum Paulista pela Ética na TV, Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Associação Brasileira de Empresários pela Cidadania (Cives) e Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares das Comunicações (Intercom).

Conselho de Acompanhamento da Programação (CAP) - Compõe-se de trinta membros, selecionados pelas organizações parceiras. Sua função é assistir aos programas designados pela Secretaria Executiva, a fim de emitir pareceres sobre sua adequação aos direitos humanos e à carta de princípios da campanha. Além disso, preparam pareceres e estudos sobre matérias de interesse da campanha, como projetos de lei.

Núcleos Regionais - A campanha já conta com núcleos organizados em 17 unidades da federação (AM, BA, GO, MA, MG, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RS, SC, SP, TO e DF). Unidades autônomas, os núcleos organizam atividades regionais e operam em coordenação com a campanha nacional.

Faça também a sua parte, colabore para que possamos resgatar o significado contemporâneo da liberdade de expressão e de formação de uma opinião pública crítica baseada nos valores humanistas.

Denuncie programas que insistem em degradar com a ética da nossa Televisão.

Faça sua denuncia no site:

http://www.eticanatv.org.br/index.php?sec=3&cat=7&pg=3

Ou ligue: 0800.619.619, a ligação é gratuita.

19 opiniões:

mateusbonez disse...

Por isso eu prefiro ler ao invés de ver tv ;D

http://tiomah.blogspot.com/

Sabrina Andrade disse...

isso aew!

Por isso eu prefiro ler ao inves de ver tv [2]

http://mundoplancton.blogspot.com/

Ana Paula disse...

A busca selvagem pela audiência gera essa chamada "baixaria", que, infelizmente, possui um grande público que assiste, dá risadas e ainda bate palma. É triste saber que há tantas pessoas para as quais tanta "falta de vergonha" é algo banal...

David Sampaio disse...

Essa campanha é muito interessante.
Mostra o quanto a TV brasileira é podre...
Parabéns pra quem organiza esses tipos de campanha, que mostram a péssima qualidade da programação televisiva brasileira.

Abraços!


http://davidsampaio.blogspot.com/

Flá Romani disse...

Muito bom seu blog, demorou muito pra carregar aqui no meu pc, mas deu pra ler o post!!!!!

eu não assisto TV acredita huahauhauah

Esconderijo disse...

Interessante. Temos que fiscalizar mesmo. Isso é um passo importante para crescer o sentimento de responsabilidade nas empresas e na sociedade em geral. Muito bom.

http://escondidin.blogspot.com/


Vlw>

Blog do Camelo disse...

Muito bom esse post, até mostrei pra uma galera, o post sobre a consciencia negra tbém excelente, meus parabéns .... esse é o caminho ....

Abração

marceloclash disse...

Baixaria ninguém merece, ler é o que há de bom.

http://papodomarcelo.blogspot.com/

greatdj disse...

Achei a iniciativa louvável.
mas acho meio difícil que isso realmente dê certo, porque a grande parte do público gosta é de baixaria.
Espero que no mínimo, venham mais canais com maior nível cultural.

RodrigO [OsBunitãO] disse...

É isso aí!
Por isso que eu prefiro ler ao inves de ver tv [3]

kilder disse...

legal essa campanha!!!

boa iniciativa!

Sakuya Jono Katô disse...

poxa vara esse poste tah 100 certo.
vc tirou as palavras da minha bok.
nesse mundo sujo, esse é um post pra parar e pensar.

Claudemir disse...

A verdade é que, enquanto existirem pessoas que assistem e dão ibope para esses programas, estes ainda existirão, pois as redes de televisão só estão interessadas na audiência e consequentemente em seus lucros.

luciana disse...

otimo texto...pena que da pra ver que, pelos numeros, poucos conhecem a campanha ou nao querem mudar a TV brasileira

Diego disse...

por isso não vejo canais da tv aberta rsrsr


abraçosss

DuDu Magalhães disse...

Estou contigo e não abro!

Viva a leitura 'produtiva'
pq a TV...

http://visaocontraria.blogspot.com/

TheoMoura disse...

Seria legal não financiar calotes na blogsfera né?

Ms. Molly Bloom disse...

Ler é o melhor remédio...
Boa iniciativa, mandou bem.

Leo Pinheiro disse...

Sou a favor da auto-regulamentação e do controle remoto, o governo deve se envolver com questões prioritárias, como saúde, educação, saneamento básico e fometo à cultura; não censura - mesmo que velada - a ela!